Facebook

ILUMINAÇÃO INTERNA DO APARTAMENTO

Escrito por Everton. Publicado em Interiores - Ambientes e Decoração

Pintar as paredes e trocar objetos são ótimas soluções para transformar os ambientes, mas não são as únicas. A iluminação certa pode dar a atmosfera adequada para cada canto da sua casa. Para isso, basta atentar-se a algumas dicas de como aliar as luzes à decoração e, de quebra, ainda economizar energia.

04/08/15 - Por Clique Arquitetura | Tibério Construções e Incorporações

O assunto iluminação geralmente pode parecer complexo. Por isso, é interessante ir por etapas para que o resultado fique de acordo com o que se deseja. Primeiro deve-se entender qual clima pretende criar no ambiente. Decidido isto, é hora de escolher a lâmpada e o suporte necessário.

Cômodos como quartos e salas são mais aconchegantes e relaxantes. Nesses casos, para a iluminação geral, ou seja, a que define o ambiente, é ideal o uso da luz quente. Estes cômodos têm, muitas vezes, a presença de quadros, paredes ou colunas que merecem realce. Por isso, ter uma iluminação de destaque exclusivamente para estas partes é uma boa escolha. 

A aplicação de arandelas na parede, variando seu material de acordo com a decoração do restante da casa, e abajures também são excelentes opções.

 


Um bom exemplo de iluminação quente é o living do apartamento decorado do My Home, da Tibério Construtora.


Veja também: Interiores - Ambientes e Decoração


Já para cômodos mais sóbrios, como cozinhas e escritórios, o melhor é usar uma luz fria na iluminação geral.

 


Na cozinha do apartamento decorado do MyJoy Saúde, da Tibério, é possível notar a diferença que a iluminação geral fez.

 

Nos escritórios, em especial, é importante ter cuidado para não colocar uma luminária indevidamente. Isto porque muita luz na hora da leitura pode cansar a vista. Então evite luzes direcionadas e diretas.

Entendido isto, é considerável ressaltar que apesar do nome, a iluminação quente ou fria não tem a ver com a temperatura da lâmpada.

Ao escolher as lâmpadas é bom atentar-se ao quanto de energia elas consomem. As incandescentes consomem até 75% a mais do que as fluorescentes. Um erro muito comum é escolher a que consome menos energia apenas para um ambiente de iluminação fria. E isso acaba ocorrendo porque muita gente não sabe que também há versões da lâmpada fluorescente de luz amarela.

Portanto, escolher a iluminação adequada para cada parte da sua casa não é uma tarefa das mais difíceis, basta seguir todas as dicas e fazer uma escolha ideal para a decoração do ambiente e consciente quando o assunto é economia de energia.


Siga a Revista Mais Construção no Facebook e no Google+

Login

iCagenda - Calendar

Nenhum evento no calendário
Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Visitantes

130652
Hoje
Ontem
Esta Semana
Última Semana
Este Mês
Último Mês
Geral
730
652
5586
120384
21461
21342
130652

Seu IP: 54.163.39.19
20-01-2018